Dados do Ensino Técnico no Brasil e no mundo

Infelizmente, não é raro ouvirmos pessoas que desprezam o potencial do ensino técnico no Brasil. Isso revela um enorme desconhecimento por parte dessas pessoas. Apenas para exemplificar, vamos a alguns dados:

Pesquisas realizadas pela CNI (Confederação Nacional das Indústrias) apontam que alunos que cursam o ensino técnico têm 70% mais chances de se inserirem no mercado de trabalho do que aqueles com apenas o Ensino Médio regular.

Segundo pesquisa do IBGE realizada em 2014, apenas 9% dos estudantes do Ensino Médio cursavam uma formação técnica, o que constitui um dos motivos de o Brasil estar longe de ser referência em mão de obra qualificada no mercado de trabalho mundial e da baixa competitividade das empresas nacionais.

Contrastando esse número com países europeus, no Reino Unido, por exemplo, cerca de 63% dos alunos são formados no ensino técnico de nível médio. Na Alemanha, o percentual é de 50%. Dá para imaginar o que contribui para tornar essas nações tão desenvolvidas, não é mesmo?

O Mundo Pós-Pandemia, segundo Max Gehringer

Max Gehringer, autor renomado de diversos livros de gestão empresarial, em entrevista para a CNN Brasil, deu um recado importante e direto para o mundo pós-pandemia e o mercado de trabalho: faça um curso técnico. Segundo ele, o Brasil faz mal em perpetuar uma cultura de supervalorização do ensino superior em detrimento do ensino técnico. A tendência é a de que as empresas necessitem cada vez mais de mão de obra técnica qualificada e as oportunidades se multipliquem para esses profissionais. O país precisa de técnicos em todas as áreas, e a versatilidade desse tipo de formação fará do profissional de nível técnico alguém que não encontrará dificuldades para se (re)inserir no mercado de trabalho mesmo em tempos de crise. É simples: trata-se da lei da oferta e da procura. Se há poucos técnicos, as chances de ser empregado são mais altas e os salários também.

“O maior índice de desempregados que nós temos no Brasil, proporcionalmente, está na faixa dos jovens entre 18 e 28 anos com curso superior. Em contrapartida, jovens com Ensino Técnico conseguem facilmente emprego, por existir poucos profissionais com essa formação. Faça um curso técnico.” – Max Gehringer em entrevista para CNN

Você pode conferir a entrevista na íntegra por meio da gravação disponibilizada no YouTube:

Fonte: https://www.tecnicageracao.com.br/

Comments are closed.